quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Peeling de Cristal



Trata-se de um procedimento que já é conhecido desde a década de 30, mas que a partir dos anos 90 foi retomada por médicos europeus e que daí se disseminou pelo mundo: o peeling de cristal, também chamado de peeling da hora do almoço.

Conhecido pelos médicos com o nome de microdermoabrasão, a técnica consiste em esfoliar a pele com um aparelho que emite cristais de hidróxido de alumínio e ao mesmo tempo aspirar junto com ele as impurezas que estão na superfície da pele. Sabem aquelas marquinhas que dão vontade de pegar uma lixa para ver se sai? Então é para essas que existe esse “lixamento” profissional.

O procedimento é rápido, dura cerca entre 15 e 20 minutos. A pessoa que está aplicando pode controlar a intensidade da esfoliação (normalmente começando com uma forma mais leve). Não é dolorido, já que é superficial. Normalmente a paciente pode retomar as suas atividades assim que sair da sessão (em geral são indicadas entre 3 a 10 dependendo da indicação), mas pode ficar uma vermelhidão momentânea na pele. 

 Os principais cuidados após o tratamento são manter a proteção solar (evitando a exposição intensa) e hidratar a pele (que pode ficar mais sensível). A vantagem do tratamento é que ele começa a dar resultado já a partir da primeira sessão, quando é possível sentir a pele mais lisa e sedosa.  A esfoliação da camada superficial estimula a produção de colágeno e a renovação celular das camadas mais internas da pele.

Por isso o peeling de cristal está indicado para combater os efeitos do fotoenvelhecimento, manchas, cicatrizes de acne, e estrias e rugas finas. Além disso, por deixar a pele mais fina, após o peeling de cristal os tratamentos com cremes e loções tentem a funcionar de maneira mais eficaz. O preço das sessões costumam variar de acordo com o profissional e ficam em torno de R$ 200,00.

Se você quiser algo mais glamuroso, pode experimentar o Whine Peel, que além da esfoliação também é aplicado na pele do paciente um ácido de uva, vinho tinto e vinho branco favorecendo ainda mais o efeito antioxidante já que a uva contém polifenóis que combatem os radicais livres. 

Até logo pessoal...

Nenhum comentário:

Postar um comentário